sábado, 16 de fevereiro de 2013

Renúncia



A renúncia do papa tem sido um assunto discutido, questionado pela mídia no decorrer da semana; as pessoas estão perplexas (não sei porque).
            Admirei a atitude dele! O bom senso. É preciso sabedoria e coragem para saber a hora de parar, a hora de mudar o rumo. Abrir mão de poder é um desafio para o ser humano.
            Quantos por aí estão sobrecarregados, às vezes em um trabalho que não gostam, que consome as horas, os dias, a saúde, a família, mas não tem coragem para abrir mão. Há o risco de perder o status, perder poder, do que os outros irão pensar.
            Quantos estão vivendo um ativismo desenfreado porque precisam ter a agenda cheia, ganhar mais dinheiro e deixam de ter uma vida com qualidade.
            Estamos vivendo uma vida que exige o máximo de nós e, ainda é pouco. O peso de ser o melhor, falar mais de um idioma, saber das informações em tempo real, trabalhar quase 24 horas, estar conectado, ter isto e aquilo.
            E a saúde? A família? Os pequenos prazeres? O ócio? Simplesmente deixaram de ser valorizados.
            Às vezes é preciso renunciar, dizer Não. Abrir mão de estar no topo e ser mais um. Como disse o papa, ele continua na igreja, através de orações.
            Repense sua vida. Se ficar difícil busque ajuda para mudar o rumo.

Imagem: Google

Um comentário:

cadeorevisor disse...

E viva o bem-estar, Janaina! A cada dia (não sei se é a idade que vai avançando) tenho buscado mais o bem-estar, a qualidade de vida, a felicidade; e fugido de grandes estresses, de compromissos que me consumam demais.

Beijo,

Pablo
Cadê o Revisor?