segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Ipês (Florescendo na seca)



Tenho observado os ipês....os rosas estão floridos...simplesmente maravilhosos.
O mais interessante é que as árvores ficam completamente secas e aí aparecem os buquês de flores...quanto mais secas, mais flores nas árvores.
E por um capricho, se você corre e não “perde” tempo em olhar para cima, as flores caem e deixam um tapete em meio às ruas agitadas da cidade. Para aqueles que não olham para cima, resta uma opção de pisar sobre belas flores.
Tal como os ipês, todos passamos por estações de seca, sem folhas, sem expectativas..
Não há ninguém que passe pela vida sem momentos difíceis, eles podem ser nomeados como perda de trabalho, de alguém que se ama... Mas eles podem não ter uma ‘razão’, o que não impede de estar machucando, por exemplo a perda da esperança, a tristeza sem saber porque, aquele aperto no peito que (aparentemente) não tem motivo!
Não importa, dói! Mas há possibilidade de florescer no meio da sequidão. Uma das decisões é não brigar com a vida, não adianta ficar se lamentando e dizendo que não merece, que aquilo não podia acontecer. Aconteceu! A decisão de como enfrentar é de cada um, é sua.
Não é verdade que momentos difíceis fazem as pessoas crescerem. Tais momentos PODEM levar ao crescimento, depende de como será enfrentado, como você irá lidar com eles.
Em meio às adversidades você pode armazenar forças para florescer para si e para outros.

Imagem: Google images

5 comentários:

Anônimo disse...

Menina! Quem, afinal, não tem observado estas árvores? Estão por todo lado, ma-ra-vi-lho-sas! Olhar para cima é um espetáculo à parte, pois o céu azul dos últimos dias, em contraste com aquela fartura de flores!... Agradeço a Deus por todas elas! Quanto a florescer em tempos de sequidão... É uma mensagem bastante propícia! Beijo, Cecilia.

MaGGa MESTRA disse...

Ipês florescendo na seca!
Acho q a beleza é que para êles florescerem, eles ficam sem as folhas.
Lembram a gente que muitas vezes para alcançar algo precisamos de perder alguma coisa.
Se a semente caindo na terra não morrer, fica ela só, mas se morrer vai dar origem 'a muitas outras.

Fabrício Brandão disse...

Nosso olhar sobre a vida deve se despir das sensações turvas causadas pelos equívocos cometidos. Deixar os murmúrios e queixas de lado já significa muito rumo à evolução.

Beijos!

Gilmar disse...

Existe uma peculiaridade sobre os ipês, que fazem também uma analogia com o nosso cotidiano, eles se dispoem das folhas para ter as flores. Nisso existe o sacrifício de perder pra ganhar, de se abster da respiração, da fotosíntese, apenas para ficar mais bonito. Logo concluímos que os ipês são as mulheres.

cadeorevisor disse...

Não havia pensado que além de lindos eles são também uma lição de vida.
Agora vêm as chuvas e a beleza deles se mistura à das outras árvores, para ano que vem, no pior momento da seca, eles se destacarem de novo.

Beijo,

Pablo
http://cadeorevisor.wordpress.com