domingo, 5 de agosto de 2007

Confiança x controle

Uma das palavras mais difíceis atualmente é CONFIANÇA (confiar, acreditar), nunca foi tão complicado confiar em alguém, em um tempo onde as palavras parecem ter perdido o seu valor, afinal em outros momentos bastava-se a palavra de uma pessoa e a confiança era total.
Deixamos de confiar, de crer, o dicionário define confiança como “ter segurança íntima de procedimento, crédito, fé”.(Dicionário Aurélio)
Essa desconfiança generalizada, diária, nos transporta para um terreno perigoso, passamos a assumir o controle pleno de todas as situações, ou pelo menos acreditamos que estamos fazendo. Dizemos às pessoas o que fazerem, como fazerem e fiscalizamos para conferir se foi feito! Procuramos nas pessoas a menor evidência de que estejam mentindo a fim de nos guardar de não sermos enganados, e assim vamos assumindo o controle de nossas vidas (e dos outros), na falsa idéia de que estamos nos dando bem. Vivemos felizes assim....ou pelo menos tentamos...
Mas como nos relacionarmos com Deus, com os amigos, com a família, com a pessoa amada, sem confiar? É possível nos relacionarmos sem que busquemos indícios de que o outro esteja mentindo, sem ficarmos criando situações e imaginarmos o que o outro está ou não fazendo? Será que é possível nos relacionarmos sem nos entregarmos?
Para nos relacionarmos é preciso confiar no outro, é preciso ‘abrir a guarda’, diminuir o controle, é preciso haver entrega, curvar-se....e como isto é difícil!
Quando o relacionamento é com Deus muitas vezes acreditamos que há entrega, que confiamos totalmente em Deus, mas a pergunta é: será que de fato confiamos totalmente em Deus, entregamos com confiança? Se realmente confiamos por que em vários momentos agimos como se estivéssemos no lugar de Deus, por que dizemos a Ele o que deve ser feito? Quantas vezes duvidamos do seu agir e nem nos damos conta de que estamos assumindo o controle de nossas vidas sem ao menos perguntar a Ele se é isto o que deve ser feito..
Mas Deus quer nos dar a chance de crescermos como pessoas, por isto Ele permite o tempo todo que possamos aprender a confiar nas pessoas, a confiar Nele. Se não pudermos confiar nos amigos, familiares, na pessoa amada, os quais vemos diariamente, como descansar nos braços de um Pai que não vemos?? Deus permite que aprendamos a confiar no outro, para que possamos perceber que Ele sabe exatamente para onde nos conduz. Pedro só perdeu o rumo e começou a afundar quando ele reparou na força do vento e duvidou da palavra de Jesus, mas Jesus tinha todo controle da situação, pois Ele sabe exatamente qual o caminho a seguir. (Mt 14:22 – 31)
Que possamos visualizar as nossas experiências pessoais como possibilidades que Deus nos dá para conhecermos a Ele um pouco mais e que possamos confiar mais Nele...e mais nos outros ao nosso redor. Que possamos perder o controle! (Publicado em www.novacriatura.com.br,2006)

Um comentário:

magda disse...

Qdo vc é criança pula de cima de qualquer altura p os braços do papai. Já pensou q as crianças não param antes e perguntam: papai vc me segura?
Elas apenas pulam.
Se não nos tornarmos como crianças não conseguimos encontrar Deus.
" É vero!".